Suéllen Danúbia da Silva


Ebook Facilitadores e Dificultadores no Processo de Retorno ao Trabalho

O trabalho home office no contexto da pandemia da covid-19

Suéllen Danúbia da Silva
Especialista em Administração Estratégica com ênfase em Marketing e Recursos Humanos

A pandemia do novo coronavírus trouxe diversas mudanças ao ambiente de trabalho, motivo pelo qual muitas empresas precisaram se modernizar do dia para a noite, para não terem que diminuir ou encerrar suas atividades. O mundo 4.0, denominado de mundo digital, acelerou o que estava previsto na alteração da CLT no ano de 2017: o teletrabalho, hoje conhecido como home office.

Antes da pandemia, grandes corporações já adotavam o home office, que surgiu nos Estados Unidos quando novas tecnologias, como computador, internet e celular, foram popularizadas.

No Brasil, estima-se que ele tenha surgido no final dos anos 1990, o qual desde então vem crescendo constantemente, e que o número de funcionários executando suas funções nesse modelo de trabalho aumente de maneira gradativa ano após ano.

Ainda existe resistência de muitos funcionários em relação a essa prática, pois acreditam que a casa não deve ser uma extensão do trabalho. Por outro lado, pensando no ambiente de trabalho como um escritório, empresas criaram o coworking, que é o compartilhamento do espaço de trabalho por diversas pessoas de empresas e de áreas diferentes, em que se paga pelo espaço utilizado. O coworking tem como objetivo o networking, ou seja, incentivar a troca e o compartilhamento de ideias com profissionais de diversas áreas.

As empresas e seus gestores devem sempre se preocupar com a saúde física e mental de todos os colaboradores. No caso do home office, um dos vilões é o estresse, que, somado a inúmeras outras preocupações, acaba afetando o colaborador e até mesmo o seu desempenho.

A seguir, são apresentadas algumas vantagens do home office.

Para a empresa:

  • diminuição de risco, visto que o funcionário não precisa se deslocar de casa para o trabalho, e consequentemente o risco de um acidente de percurso é considerado menor;
  • empresas economizam energia elétrica, o famoso cafezinho, produtos de higiene e limpeza, entre outros;
  • entrega de resultados com agilidade.

Para o colaborador:

  • não precisa sair correndo para o trabalho, caso esteja perdendo a hora, pois esse comportamento pode ocasionar um acidente de percurso;
  • os famosos cinco minutinhos de sono a mais podem ser usufruídos com tranquilidade;
  • tomar o café com calma e após iniciar seu trabalho;
  • diminuição do estresse, haja vista que o ambiente de trabalho pode ser causador de atritos e discussões, que ocasionam o mal estar ao colaborador;
  • os colaboradores que são pais podem acompanhar com maior frequência o desenvolvimento de seus filhos;
  • desfrutar do benefício proporcionado pelas refeições em família;
  • tirar o famoso cochilo após o almoço.

É certo que cada vez mais a prática do trabalho home office aumentará devido à pandemia de covid-19. A antecipação dessa modalidade de trabalho, de um lado, foi crucial nesse momento tão crítico e singular e, de outro, mostrou o quanto as empresas e os colaboradores estavam despreparados para o desenvolvimento desse tipo de trabalho e até mesmo para a utilização de ferramentas tecnológicas.

Diante de um cenário de mudanças e de incertezas, as organizações procuram adaptar suas políticas de trabalho, seus procedimentos e suas práticas às novas exigências do mercado e dos consumidores, portanto a flexibilidade precisa fazer parte da estratégia organizacional.

Grandes corporações se preparam para o futuro investindo em treinamentos e capacitações para os novos colaboradores contratados para o home office. Por esse motivo, a gestão de pessoas deve passar por inovações e ter maior autonomia para poder atuar perante as mudanças.

Para que tais mudanças possam ocorrer de maneira calma e tranquila, as empresas precisam investir nas Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). A internet contribui para o desenvolvimento do trabalho home office, porém os colaboradores precisam ser capacitados para o uso das novas tecnologias.

#Inovação#Tecnologia, capacite-se para o futuro.